Anísio Teixeira Idealizador da Escola Pública, Pensador de novas Perspectivas e Realizador de Mudanças Significativas

Anísio Spínola Teixeira, nasceu no final do século XIX, no ano de 1900, em Caetité, cidade do interior Baiano a 800 quilômetros de Salvador , filho de fazendeiro.  Iniciou seus estudos na região, nas escolas com Jesuítas e depois foi para o Rio de Janeiro onde cursou a Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais, estudou na universidade da Colômbia e conheceu o pedagogo John Dewey.

Realizador de mudanças significativas, na educação brasileira no século 20. Pioneiro da escola pública e do desejo de oferecer educação gratuita para todos. Entre suas realizações podemos  citar: A Escola Pública Universal e Gratuita, obra realizada com afinco pelo educador.

Foi um signatário do manifesto dos pioneiros da educação da escola nova. Fundou a Universidade do Distrito Federal em 1935, depois transformada em Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil. Em 1946 foi efetivado no cargo de conselheiro universal da Unesco e no ano seguinte foi convidado outra vez a assumir o cargo de secretária de educação da Bahia, onde teve muito sucesso em sua gestão.

Foi líder da renovação do panorama educacional brasileiro, a partir da década de 1920, sintetizada no “Manifesto dos Educadores pela Educação Nova, deu ênfase na arquitetura e na construção das escola;  não seria mais adaptada a partir de um imóvel qualquer ela devia ser projetada.

Inspirado por John Dewey. Anísio Teixeira trouxe um novo olhar para a educação, um olhar visionário, de uma escola pública gratuita, laica e aberta para todos os brasileiros.

Teixeira foi um inovador filósofo , um pensador que trouxe um  olhar sensível para a necessidade de uma educação pública com qualidade e acessibilidade, trouxe uma nova mentalidade para a educação brasileira.

 Foi o criador da Universidade do Distrito Federal (UDF), em 1935. Membro da comissão internacional que concebeu e organizou a UNESCO (1946-47). Autor da tese da “autonomia para a educação”. Foi pioneiro na criação das fundações estaduais de ciências e tecnologia. Criou e implantou, com Darcy Ribeiro, a Universidade de Brasília UNB. Concretizou o plano nacional de educação, aprovado pelo Congresso Nacional.

Além dessas existem outras realizações conquistadas por Anísio Teixeira.

O MANIFESTO DOS PIONEIROS 

O Manifesto dos pioneiros da educação nova, foi lançado em 1932, por um grupo de 26 educadores, os quais propunha uma reforma na educação brasileira, esse movimento recebeu o nome de escolanovistas.

O manifesto tornou-se  base política referencial para a educação e a sociedade brasileira até a atualidade. 

Ao constatar a desordem no sistema escolar, ele propunha que o estado aplicasse um projeto geral  que viesse a organizar a educação. Defendeu-se a bandeira de uma escola pública, laica, obrigatória e gratuita .

A Escola Nova foi um movimento de renovação do ensino que desenvolveu no Brasil na primeira metade do século XX, sob importantes impactos de transformações econômicas, políticas e sociais, em meio aos pensamentos liberais. O escolanovismo acredita que somente através da educação  se pode construir uma sociedade, justa, democrática e que respeite o todos, independente de suas peculiaridades.

Esse movimento se opunha ao que era considerado tradicional. Entre  as mudanças realizadas, visava inserir uma mentalidade na busca dos conhecimentos pelos próprios alunos, onde o método de aprendizagem baseia-se na facilitação da aprendizagem e os aluno assumia o centro dos processos de aquisição do conhecimento escolar.

Defendia que a educação nova deveria deixar de ser um privilégio da elite e se tornar algo acessível,independente da condição econômica e social do indivíduo, para assumir um caráter biológico.

Criou nos estados brasileiros, de centros dedicados à pesquisa educacional junto com a pesquisa social. 

Obras de Anísio Teixeira

  •  Aspectos americanos de educação (1928)
  • Em marcha para a democracia: à margem dos Estados Unidos (1934)
  • Educação para a democracia (1936)
  • A educação e a crise brasileira (1956)
  • Educação não é privilégio (1957)
  • Educação e Universidade( 1962)
  • Educação é um direito (1968)
  • Educação no Brasil (1969)
  • Educação e o mundo moderno (1969)
  • Pequena introdução à filosofia da educação (1971)

PENSAMENTOS DE ANÍSIO TEIXEIRA 

“ Sou contra a educação como processo exclusivo de formação de uma elite, mantendo a grande maioria da população em estado de analfabetismo e ignorância.”

Anísio Teixeira

“A escola não pode ficar no seu estagnado destino de perpétuo da vida social presente. Precisa transformar-se no instrumento consciente, inteligente do aperfeiçoamento social (TEIXEIRA, 2000, p.113)”.


“Somos condicionados pela propaganda para desejar o supérfluo, para atender necessidades inventadas, antes de haver atendido às nossas reais necessidades.” Anísio Teixeira”

“A crise da educação no Brasil não é uma crise: é um projeto.

Falar sobre Anísio Teixeira é empolgante e inspirador. É mais que falar só sobre educação ou pontuar as realizações de um personagem, é a oportunidade de aprender, se inspirar, se emocionar é o entendimento que devemos confrontar as dificuldades e realizarmos nossa contribuição para a educação o que resultará em uma sociedade melhor. Anísio Teixeira  enfatizou que “a escola pública não pode ficar estagnada e sem mudanças da vida social presente. Precisa transformar-se no instrumento consciente, inteligente do aperfeiçoamento social” (TEIXEIRA, 2000, p.113).

 “Guardei de minha formação religiosa o sentimento de que viver é servir e nada mais esperar do que o conforto desse possível serviço” (Vidal, 2000, p.152)

“Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre.” (Paulo Freire)

Referências Bibliográficas:

  • Anísio teixeira Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Dísponivel em:

https://pt.wikipedia.org/wiki/An%C3%ADsio_Teixeira

  • Contribuições de Anísio Teixeira para a renovação da educação brasileira

João Augusto de Lima Rocha. Disponível em :http://apub.org.br/?page_id=11418

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.