A função Social da Escola

A construção deste texto ocorreu a partir do estudo sobre a função social da escola, ao longo do estudo, foi possível perceber que se trata de um tema que possui vários olhares, tendo em vista que há várias formas de ver a educação.

Embora seja um assunto já muito falado, sempre será necessário a reflexão sobre a função social da escola, a fim de nunca perdermos de vista sua real finalidade.

Sua função básica é garantir a aprendizagem da leitura e escrita além de todos os conteúdos das áreas do conhecimento, tais como: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais, História, Arte e Educação Física. 

Vale também citar que a escola contribui com o desenvolvimento pessoal, social e profissional do indivíduo; além de favorecer na construção dos valores e das habilidades necessárias para o tornar participativo na sociedade, entendendo seu papel, seus direitos e obrigações, o levando a se apropriar dos direitos e funções de forma significativa.

Segundo Paulo Freire, ser cidadão é ser político, capaz de questionar, criticar, reivindicar, participar, ser militante e engajado, contribuindo para a transformação de uma ordem social injusta e excludente.

Segundo Freire, a escola transforma o indivíduo em um cidadão crítico.

A Constituição Federal de 1998 Art. 205. Diz que a educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Houve muitas mudanças na escola no decorrer do tempo, mudanças que contribuíram para o desenvolvimento dos alunos, melhor qualidade do ensino e acessibilidade. 

Podemos também dizer que a tecnologia trouxe o conhecimento de diversos saberes além de possibilitar conexões entre pessoas, culturas e descobertas atuais.

Para Saviani a função social da escola é a de propiciar a aquisição dos instrumentos que possibilitam o acesso ao saber elaborado (ciência), bem como o próprio acesso aos rudimentos desse saber. As atividades da escola devem organizar-se a partir dessa questão. (SAVIANI, 2013, p.).

Através desta breve reflexão desejo  pontuar os aspectos positivos dos elementos que mostram a função social da educação escolar e deixar claro que há muito a ser melhorado, acredito que a partir da conscientização de todos os envolvidos: profissionais de educação, sociedade, estado e a família podemos provocar ações em todos os envolvidos .

Referências Bibliográficas

BATILANI, Ítalo. Pedagogia histórico-crítica: a função social do professor. 134f.

Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Maringá, Centro de Ciências

Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015.

Conferência Nacional da Educação Básica – Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/conferencia/documentos/celina_areas.pdf

BATILANI, Ítalo. Pedagogia histórico-crítica: a função social do professor. 134f.

Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Maringá, Centro de Ciências

Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015.

Conferência Nacional da Educação Básica – Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/conferencia/documentos/celina_areas.pdf