Friedrich Hegel

GEORG WILHELM FRIEDRICH HEGEL,  foi um filósofo Alemão, criador do sistema filosófico chamado de Idealismo absoluto. Nascido em 27 de agosto de 1770 em Stuttgart, na Alemanha, foi criado dentro da doutrina protestante, por influência de sua família. 

Estudou no seminário de Tubinga, com o poeta  Friedrich Holderlin, mas não se identificou com os estudos para o pastorado. Se formou em teologia e filosofia em 1793 e adquiriu seu magister philosophiae poucos anos depois.

Em 1801 finalizou seu doutorado, trabalhou como professor, redator de Jornal e reitor de uma escola em latim, casou em 1811 com Marie von Tucher e teve dois filhos com ela. Em 1818 lecionou na  Universidade de Heidelberg de Berlim .

A ideia fundamental de Hegel é a que o objetivo principal da filosofia é o mesmo da religião, o absoluto em Deus. Ele afirma que a religião é concreta, e envolve as experiências conscientes em relação a Deus; ele acreditava que a relação do homem com Deus seria vazia, se Deus fosse apenas uma ideia humana.

O filósofo acreditava que não há sociedade que se sustente sem a educação, pois ela expressa a razão que busca a liberdade e a prática corrente.  

Seus pensamentos influenciaram outros estudiosos como: Karl Marx ,  Friedrich Engels e Bruno Bauer e o pensamento existencialista.

Hegel pode ser compreendido através da sua obra principal Fenomenologia do Espírito”, escrita em 1807, aborda uma perspectiva epistemológica, ou seja, é uma obra em que o autor fala sobre a formação da consciência. 

De acordo com o autor, a consciência se modifica de acordo com os conflitos e as experiências sociais.

Algumas de suas obras:

  • Fenomenologia do Espírito ( 1807)
  • Propedêutica Filosófica (1812)
  • Ciência da Lógica (1812-1816)
  • Enciclopédia das Ciências Filosóficas (1817)
  • Princípios da Filosofia do Direito (1820)
  • Lições sobre a filosofia da religião (1832)
  • Lições sobre a história da Filosofia (1836)
  • Lições sobre a estética ( 1838)

Frases:

  • “Tenha a coragem de estar errado”
  • “Aquele que vence a raiva vence os seus inimigos”
  • “Nada grande foi feito no mundo sem uma grande paixão”
  • O drama não é escolher entre o bem e o mal, mas entre o bem e o bem.
  • Quem quer tudo na realidade não quer nada, e não consegue nada.
  • O homem não mais do que a série dos seus atos.
  • Quem exagera o argumento, prejudica a causa. 

Referências Bibliográficas

Referência Bibliográfica