Darcy Ribeiro

Darcy Ribeiro, nascido em 26 de outubro de 1922,  em Montes Claros, Minas Gerais, foi casado com a Etnóloga e antropóloga Berta Gleizer.

Darcy, foi antropólogo, sociólogo, educador, escritor e político. Sim, houve muitas atribuições a um só homem, ele mesmo se comparou como tendo diversas faces. 

Graduou-se em Ciências Sociais, com habilitação em antropologia  pela escola de sociologia e política de São Paulo.

Foi diretor de Estudos Sociais, no Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais, do Ministério da Educação (MEC).

Filiou-se ao Partido democrático Trabalhista. (PDT)

Foi  referência pelo trabalho e serviço dedicado à proteção ao índio, ( Atual Fundação Nacional do Índio – Funai).

Se tornou Ministro da Educação,  durante o regime parlamentarista do governo do presidente João Goulart e chefe da Casa Civil.

Foi obrigado a se exilar no período da Ditadura Militar Brasileira, e viveu por alguns anos no Uruguai. Durante o Governo de Leonel Brizola no Rio de Janeiro, Darcy foi vice-governador e idealizou o Centro Integrado de Ensino Público ( CIEP). Foi responsável pela criação e projeto cultural do Memorial da América Latina, centro cultural, político e de lazer.  

Se tornou senador no Rio de Janeiro em 1991, até sua morte em 1997.

Junto a Anísio Teixeira idealizou a criação da Universidade de Brasília e foi o primeiro reitor desta instituição.

Ribeiro, conquistou diversos doutorados Honoris, sendo eles  pela Universidade de Sorbonne, Universidade de Copenhague, Universidade do Uruguai, Universidade da Venezuela e Universidade de Brasília.

Com a publicação da constituição de 1988, houve a necessidade de se refletir e fazer mudanças quanto à educação, sendo necessário elaborar novas considerações que orientasse a educação nacional. Darcy Ribeiro, foi o redator do texto atual aprovado pelo congresso

Em 8 de outubro de 1992, foi nomeado membro da Academia Brasileira de Letras e ocupou a cadeira de número 11.

A história deste personagem é rica em projetos, ações sociais e estudos que foram essenciais para promover uma nova reforma na educação do Brasil, a defesa das causas indígenas e contribuição política. 

Enfim, podemos falar sobre toda sua  colaboração em diferentes áreas de atuação, além do legado em obras, projetos,  literatura e seu exemplo de personalidade que tornava possível  participar de diversos contextos e perspectivas político-ideológicas e ser capaz de assumir diferentes posturas. 

Todavia, escrever sobre ele é mais do que construir um texto ou enumerar diversas atribuições é   ter a oportunidade de aprender, crescer e obter uma visão  ampla sobre tudo que nos cerca, nos fazendo refletir sobre a necessidade de contribuir de forma significativa sendo capaz de promover mudanças na sociedade.


Referências Bibliográficas

Enciclopédia Livre. Wikipedia Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Darcy_Ribeiro

Darcy Ribeiro. Coleção Educadores. 2010 MEC. Cândido Alberto Gomes , Editora Massangana. Fundação Joaquim Nabuco. Disponível em: https://drive.google.com/drive/my-drive.

Foto retirada da GOOGLE e licenças comercias.