Verbo, estrutura do verbo e Flexão verbal,

Foto por RODNAE Productions em Pexels.com

Verbos

É a palavra que indica pessoa, número, tempo e modo de ações, estados e fenômenos da natureza.

Estrutura dos verbos:

O verbo é constituído de radical e terminação, o radical informa o sentido do verbo.

Exemplo:

apit > ei

apit > aste

apit > ou

apit > amos

apit > astes

apit > aram

As terminações sugerem as indicações de pessoa, tempo etc.

No entanto existem formas do verbos que não fazem indicação de pessoa, número, tempo e modo; como o infinitivo impessoal. Essa forma é uma espécie de nome do verbo, por isso é usada para representar os verbos no dicionário.

A terminação do infinitivo impessoal é sempre feito com “r”, em geral ele transmite algo vago.

Exemplo: andar, correr, colorir

Infinitivo Pessoal, corresponde a uma pessoa ( sujeito) sofrendo variações em número e pessoa.

Exemplo:

Para eu andar/ fazer

Para tu andares/ fazeres

Para ele andar/ fazer

Para nós andarmos/ fazermos

Para vós andardes/ fazerdes

Para eles andarem/ fazerem

Conjugações Verbais

É o nome dado ao conjunto das diferentes formas que o verbo adquire pela variação de suas terminações.

Na língua portuguesa há três conjugações verbais, e são formadas de acordo com as terminações. Vogais temáticas a, e, i, que aparecem antes do “r” do infinitivo, formando as terminações ar, er, ir.

Exemplo:

1ª Conjugação ( verbos terminados em AR ), vogal temática -a

cantar, amar, sonhar

2ª Conjugação ( verbos terminados em “E”), vogal temática – e

vender, correr, chover

3ª Conjugação ( Verbos terminados em “I”) , vogal temática – i

Flexão dos Verbos

Na língua portuguesa o verbo apresenta várias indicações, ele varia em pessoa, número, tempo, modo e voz. As quatro primeiras indicações ocorrem por meio de dois tipos de flexões, sendo ela número e pessoa ( flexão número-pessoal) e a outra indica modo e tempo ( flexão modo-temporal).

Flexão de Pessoa e Número

O verbo varia em pessoa e número de acordo com as pessoas do discurso.

Observe:

Singular

Pessoas do discurso (pronomes pessoais)

.1ª pessoa (eu) Brinquei

2ª Pessoa (tu) Brincastes

3ª Pessoa ( ele, ela) Brincou

Plural

Pessoas do Discurso Formas Verbais

( pronome pessoais)

1ª Pessoa (nós) Brincamos

2ª Pessoa (vós) Brincastes

3ª Pessoa ( eles, elas) Brincaram

Flexão de Tempo e Modo

Tempo naturais do Verbo

Tempo verbal

é a indicação do momento em que ocorre as ações, os fenômenos naturais e os estados expressos pelo verbo. Ele é determinado pela relação que se estabelece pelo momento em que a pessoa fala e o momento que se expressa o verbo.

Tempo naturais do verbo:

  • Presente – Indica o momento exato em que a pessoa fala o verbo ocorre normalmente. Exemplo: Faço o meu serviço com dedicação.
  • Pretérito – Indica que, no momento em que a pessoa fala o fato já aconteceu. Exemplo: Fiz tudo que podia ontem.
  • Futuro – Indica que aquilo que foi dito ainda vai acontecer. Exemplo: Farei tudo que puder amanhã.

Modo do Verbo

Modo verbal é a indicação da atitude de quem fala em relação ao fato expresso pelo verbo.

  • Indicativo: É a declaração que indica certeza. Exemplo: Faço tudo que posso, para manter a ordem.
  • Subjuntivo: É a expressão que indica, dúvida, incerteza ou uma hipótese.
  • Imperativo: É a expressão que indica ordem, súplica ou pedido.

Modo Indicativo

O modo indicativo possui os tempos verbais: presente, pretérito perfeito, pretérito perfeito, pretérito mais que perfeito e futuro do pretérito.

Presente do Indicativo

Indica algo que acontece agora.

Ele entregou o carro

Ela fez o bolo

Ela está aborrecida com isso.

Pretérito perfeito do Indicativo

Indica algo que foi realizado e concluído.

Ele fez o conserto ontem.

Ela correu todo o trajeto pela manhã

Arrumamos tudo ontem.

Pretérito Imperfeito do Indicativo

Indica algo do passado que foi interrompida e a ação não foi terminada.

Exemplo:

Eu estava me organizando quando me chamaram.

Ele corria quando foi impedido.

Eles voltavam quando foram abordados.

Pretérito mais que perfeito do indicativo

Indica um tempo verbal que ocorreu no passado antes de outra também no passado.

Exemplo:

Ele cantara toda a música quando foi chamado para sair

Eu tinha estudado, mas percebi que perdi a prova.

Falou como se estive certa.

Futuro do Presente do Indicativo

Indica algo que irá ocorrer em breve, isso com relação ao presente.

Exemplo:

Eu cantarei de alegria no dia da minha nomeação.

Tu venderás bem depois do treino.

Você partirá assim que acabar a homenagem.

Futuro do Pretérito do Indicativo

Indica um fato futuro em relação a um momento passado. Existe a dependência ou condição para a execução do outro fato.

Exemplo:

Eu cantaria se não fosse sair

Ele venderia se soubesse o preço das roupas

Ela partiria se estive com tudo arrumado

Modo Subjuntivo

Indica o tempo verbal como provável, duvidoso ou possível. Seu uso pode apresentar finalidade, referência temporal, condições ou consequências.

Tempo

Presente

Indica a possibilidade de um fato atual.

Exemplo:

Que eu cante

Pretérito mais que perfeito

Exemplo:

Se nós cantássemos

Futuro

Indica a possibilidade de um fato futuro.

Modo imperativo

Indica ordem, pedido ou conselho. Observação: Não possui a primeira pessoa do singular porque não se pode prevê ordem, pedido ou conselho a si mesmo.

Negativo > Não cantaste tu – Não vendas tu – Não partas tu

Afirmativo > Canta tu – venda tu – parte tu

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.