Substantivos

Foto por Andrea Piacquadio em Pexels.com

Substantivo :

É uma classe gramatical

É o nome dado a todos os seres existentes, incluindo o que sentimos e  conhecemos.

Denominamos as palavras da língua portuguesa, por classe de palavras, algumas dessas classes gramaticais são consideradas invariáveis, pois não aceitam alterações, logo há um grupo de palavras que aceitam alterações são consideradas variáveis pois consideram alterações em sua forma.

Classificação dos Substantivos:

  • Comuns – É um nome que se dá a um ser qualquer da espécie..

Exemplos: menino, mar, cidade, pedra, homem, vaca

  • Simples – O substantivo simples são aqueles que apresentam palavras contendo somente um radical em sua formação.

Exemplos: animal, chinela, televisão,  casa.

  • Composto – São aqueles formados a partir de um radical já existente.

Exemplo: Couve-flor, girassol, beija-flor, terça-feira

  • Próprios – É o nome específico que se dá a um objeto ou ser.

Exemplos: Maria, Europa, Brasilia. Os nomes próprios são aqueles específicos de um indivíduo, local, instituição, acidentes geográficos, animais domésticos.. 

  • Concretos – São aqueles que representam seres independentes de outros seres.

Exemplo: Homem, Carlos, Maria, computador

  • Abstratos –  São aqueles que existem a partir de outro ser.

Exemplos:  sentimentos, ações, valores, conceitos, alegria, tristeza.

  • Primitivos – São aqueles que não provêm de nenhuma palavra da língua.

Exemplos: pedra, ferro, rosa, casa, filho

  • Derivados – São aqueles formados a partir de uma palavra já existente na língua. 

Exemplos: Pedreira/ Pedregulho/ Pedrada / Pedraria ( Derivado de Pedra).

Veja:   pedr > radical > eira, egulho, ada, aria.

  • Coletivos – Se refere a uma palavra que mesmo estando no singular indica vários seres da mesma espécie.

Exemplos:   

Acervo: Coletivo de bens, materiais e obras de arte.

Álbum: Coletivo de fotografias, selos e figurinhas.

Alcateia: coletivo de lobos

Antologia: coletivo de textos literários selecionados 

Armada: coletivo de navios de guerra

Assembleia: congresso ou bancada, coletivo de parlamentares.

Arquipélago: coletivo de ilhas

Banca: examinadora

Batalhão coletivo de soldados

Biblioteca: coletivo de livros

Boiadas: coletivo de  bois

Cardume : coletivo de peixes

Caravana : coletivo de viajantes peregrinos

Cáfila: coletivo de camelos

Cacho: bananas, coletivo de uvas

cambada: coletivo de  malandros, desordeiros.

Código: coletivo de leis

Discoteca: coletivo de discos

Elenco: coletivo de atores ou artistas

Esquadra: coletivo de navios de guerra

Enxoval: coletivo de roupas

Fauna:  Coletivo de animais de uma região

Feixe: Coletivo de lenha, capim

Frota: coletivo de navios, aviões, ônibus, táxis.

Girândola: coletivo de fogos de artifícios.

Horda: coletivo de bandidos e invasores.

Junta: coletivo de médicos examinadores

júri: coletivo de jurados

Legião: coletivo de soldados, anjos e demônios

Malta: Coletivo de desordeiros malfeitores. 

Multidão: coletivo de pessoas

Ninhada: filhotes de aves.

Penca: coletivo de chaves e bananas

Quadrilha: coletivo de ladrões, malfeitores

Ramalhete: coletivo de flores.

Rebanho: coletivo de gado em geral

Septênio: coletivo de sete anos

Súcia: coletivo de desordeiros, malfeitores

Tertúlia: coletivo de amigos, parentes 

Trezena: coletivo de treze dias

Vara: coletivo de porcos

Vocabulário: coletivo de palavras

Flexão dos Substantivos

O substantivo  é uma classe variável. É considerado uma palavra variável por aceitar a mudança de sua estrutura. Pode ser flexionada gênero, número e grau. 

Exemplos:

  • Flexão de gênero: podendo ser classificados em masculino e feminino. Usa-se a desinência “a” para caracterizar  o substantivo feminino.

Usa-se a desinência “o” para caracterizar o substantivo masculino.

Ex: menino > substantivo masculino

      menina > substantivo feminino

  • Flexão de número: Pode-se ser flexionado no singular e no plural.

Ex: O garoto > singular               Os garotos > plural

      A mulher>singular                 As mulheres > plural    

  • Flexão de grau: Ocorre quando o substantivo sofre alteração no aumentativo ou diminutivo.

Ex: Menino > substantivo na proporção normal

      Meninão substantivo na proporção aumentada.

Garota > substantivo na proporção normal

Garotinha > substantivo na proporção diminutiva.

Epicenos 

São os substantivos que, assim como os sobrecomuns, possuem uma só forma e um só gênero para representar animais e plantas sexuadas. Se identifica o sexo pela palavra macho e fêmea.

Exemplos:

Gênero masculino: cobra (macho), cobra (fêmea) 

Gênero feminino: O macho da mosca, a mosca macho ou fêmea 

          Substantivos Uniformes:  São aqueles que apresentam uma única forma tanto para masculino e feminino.

Exemplo: o artista, a artista