Administrando Conflitos no Ambiente Escolar

Podemos conceituar conflito segundo  a enciclopédia livre  como: 

“Uma situação na qual uma parte se frustra ao cumprir seu interesse por conta de algo ou alguém que impossibilite tal realização. “

Enciclopédia Livre

Também podemos colocar como divergências entre dois lados onde cada um deseja um resultado favorável para si.

Os conflitos fazem parte da natureza humana, por vezes os confrontos existem devido a diferenças entre opiniões e interesses o que resulta em dificuldades em administrar  situações que nos conduz a confrontos podendo gerar resultados desastrosos.

Administrar  conflitos no ambiente escolar implica em ser mediador entre alunos ou mesmo entre professores e alunos, tendo como objetivo o consenso necessário para manter o bem estar dos envolvidos. Nesta situação será necessário habilidade para facilitar o diálogo, construir vínculos, fortalecer laços e se possível trazer uma reflexão para que os dois lados tenham outro olhar quanto a disputa que gerou o dilema. A reflexão é fundamental pois contribuirá para a desconstrução de pensamentos de vingança, ressentimento e individualismo o que por vezes geram consequências desastrosas.

No meio Jurídico é comum se utilizar termos como: imparcialidade, confidencialidade e visão prospectiva. Adaptando estes conceitos ao ambiente escolar seria o mesmo que dizer que imparcialidade é  não tomar partido de nenhum dos envolvidos, se mantendo neutro e avaliando a situação de forma a levar a conciliação e a reflexão de como o outro se senti. Confidencialidade é um termo onde duas partes se unem e prometem manter sigilo das informações acerca de um projeto ou atividade comercial, eu diria que no ambiente escolar seria manter sigilo quanto às declarações que foram feitas por cada um e não tornar público nada que traga constrangimento aos envolvidos. 

A Visão Prospectiva seria ter um olhar voltado para os seus objetivos, evitando distrações e questões que tirem o foco da meta. Como construir suas realizações acadêmicas e pessoais eliminando obstáculos.

Apresentamos estratégias para lidar com os conflitos no ambiente escolar:

  1. Tenha um olhar flexível onde não haja culpados e inocentes, entendo que a existência de conflito em geral indica ausência de entendimento de ambas as partes. Assim sendo o ideal é levar as duas partes ou quantos forem os envolvidos a se portar de forma diferente em meio aos confrontos.
  2. Desenvolva dinâmicas, debates e conversas onde seja possível se construir valores que eliminem a ideia de  provocações e  julgamentos.
  3. Realize atividades lúdicas onde seja necessário atividades em grupos, assim haverá a oportunidade de tornar o ambiente mais agradável e trabalhar a socialização entre eles.
  4. Realize um projeto com os alunos onde eles tenham a liberdade de falar sobre o que sentem e de entender que podem aprender com os colegas. Ex: Projeto “Vencendo Limites” Diga aos alunos que  cada um fará uma apresentação e nela deverá ser apresentado um personagem, seja uma pessoa da família, um conhecido, alguém que ele viu no jornal ou um personagem da mídia. O que todos estes personagens deve ter em comum é que cada um deles venceu um limite,  superou  uma adversidade e por vezes se permitiu perder no presente momento para ganhar no futuro ou que teve que subjugar sua vontade para alcançar um bem maior.
  5. Em meio às atividades procure sempre trabalhar o bullying , a aceitação do próximo, a entender as limitações de outros colegas e que nenhum de nós somos iguais, porém todos nós somos dotados de habilidades e de características que nos torna únicos.

Mas e quando os conflitos é entre  professor e aluno?

Projeto de conscientização ambiental vai à Escola Classe 4… | Flickr

É bem verdade que professores, gestores e funcionários devem ser capacitados para atuar como mediadores, porém o que fazer quando o conflito existe entre aluno e professor?

São muitos os professores com problemas de saúde ligados ao estresse, ansiedade e depressão, pois o ambiente escolar nem sempre é tão fácil de se lidar, na verdade os desafios são constantes. Tais desafios podem se tornar algo que resulta em ausência de saúde e tranquilidade para realizar o trabalho, devido a isto o profissional da educação sempre deve procurar um atendimento profissional que o oriente quanto a sua saúde física e mental.

Por vezes esses conflitos se dão em função da relação de poder que existe entre as partes, os problemas já existentes no ambiente familiar  e o estresse e cobranças que ocorrem na instituição escolar.  Essa é uma situação que exigirá cautela, se necessário deve-se solicitar o acompanhamento de outra pessoa que faça parte da gestão da escola. Se porventura o conflito  for algo que possa ser contornado pelo professor, este deverá assumir o papel de orientador, mediador e facilitador abrindo mão de qualquer apego a ideia de superioridade e trazer para perto aquele que a princípio é seu opositor. 

Para sanar o mal  deixado pelos conflitos será necessário estar aberto a se desfazer de sentimentos e pensamentos negativos, não permitindo que feridas gerem conflitos internos, angústias, sensação de frustração, desavenças, repercussão negativa e falta de produtividade no ambiente escolar.

Todavia, o melhor investimento para a ausência de conflito é a prevenção, portanto a escola deve sempre realizar atividades que envolva professores, equipe pedagógica, alunos e a família de seus alunos tendo como finalidade trabalhar temas relevantes para evitar tais problemas.

Temas que podem contribuir para trabalhar a prevenção dos conflitos:

  1. Desconstruindo a ideia de ganhar e perder” Tal ideia indica uma relação baseada em poder.
  2. Construindo uma relação assertiva.
  3. Como posso construir uma relação saudável com meu professor ( ou aluno).
  4. O que é ouvir? Oque é compreender? O que é entender?
  5. Como desenvolver empatia?
  6. Como evitar conflitos?
  7. Respeito, limite e parceria.
  8. Como ceder sem me anular?
  9. Valores que norteiam boas relações
  10. Eliminando palavras ofensivas nas relações.

Podemos citar algumas formas de trabalhar esses temas :

  • Realize eventos que traga a família para o ambiente da escola nesses eventos proporcione palestras com um dos temas sugeridos.
  • Cinema na escola, sempre que tiver possibilidade aos alunos a assistir filmes ou peças de teatro que traga questões relacionadas a solução de conflitos. Logo após realize debates.
  • Forme grupos de alunos que apresentem peças de teatro, apresentações que fale sobre o assunto.
  • Proponha atividades que os leve a procurar soluções para uma situação complexa onde eles devem apresentar uma atitude prudente e inteligente para solucionar tal situação.
  • Proponha pesquisas de campo onde eles devam encontrar pessoas que superou uma situação de conflito familiar ou de trabalho e teve êxito e o que ele aprendeu com a pesquisa.
  • Realize redações com os temas propostos.
  • Trabalhe vários tipos de gêneros textuais com esta temática para inserir em suas mentes a necessidade de evitar desavenças.

Por vezes uma situação de conflito, irá gerar mudanças significativas proporcionando mudanças inovadoras, que levam pessoas, equipes e organizações para algo criativo e inédito.

Para que isso ocorra identifique o que ocasionou, trabalhe para que haja uma negociação, direcione o olhar para as mudanças benéficas, use estratégias para fortalecer os vínculos, leve as partes a entender a importância do perdão e que todos nós somos diferentes, estimule a todos a ter uma linguagem clara e a respeitar o outro.