10 dicas de dinâmicas de grupo

  1.  Dinâmica do Desafio 

Material: Caixa de bombom enrolada para presente

Procedimento: colocar uma música animada para tocar e vai passando no círculo uma caixa(no tamanho de uma caixa de sapato, explica-se para os participas antes que é apenas uma brincadeira e que dentro da caixa tem um comando o qual a pessoa terá que realizar quando a música parar. A pessoa que está a frente estar de costas para não ver quem está com a caixa ao parar a música, daí o coordenador faz um pequeno suspense, com perguntas do tipo: está pronto?  você têm que estar preparado para  pagar o mico viu, o que for sugerido você vai ter que topar ok? ou vai querer continuar? Deve-se iniciar a música novamente e passar a caixa se a pessoa não topar em não abrir, deve-se repetir a cada pessoa que pegar a caixa  colocando situações que levem a pessoa a questionar se deve correr o risco ou não  de abrir a caixa levando em consideração que ela deve estar disposta a realizar uma brincadeira ou atividade em público e isso exige desprendimento, mais não significa uma situação vexatória , ao observar que foi utilizado o tempo necessário para atividade levando em consideração o tempo para não ficar muito cansativo estimule ( de forma sutil )  o última pessoa a abrir Esta é a última vez, e quando o felizardo o fizer terá a feliz surpresa e encontrará um chocolate sonho de valsa com a ordem ‘coma o chocolate’.

Objetivos: essa dinâmica serve para nós percebermos o quanto temos medo de desafios, pois observamos como as pessoas têm pressa de passar a caixa para o outro, mas que devemos ter coragem e enfrentar os desafios da vida, pois por mais difícil que seja o desafio, no final podemos ter uma experiência satisfatória

  1. Dinâmica: “do abraço”

Objetivo: Estreitar as relações e cultivar a proximidade

Sugestão: Esta atividade pode ser realizada para participantes que já se conheça mais precisa obter mais proximidade tal como estudantes do nível médio, colegas de trabalho ou de acordo com o grupo que você deseja estreitar relações. 

Material: caixinha com papel ou fichas

Procedimento: Escrever  comandos onde cada um vai pegar uma ficha e terá que realizar o que está escrito,tal como:

  • Diga o nome de quem está na ficha e mencione um adjetivo que a identifica (qualidade, tal como : tranquila, paciente, positiva, caprichosa , etc) e depois vá até ela e dê um abraço.
  • Você pode solicitar que a pessoa diga uma frase de estímulo ou um verso para a pessoa que pegou o nome ( para que aqueles que são  mais tímidos não fiquem sem saber o que dizer).
  1. Dinâmica do”Mestre”

 Procedimento: Em círculo os participantes devem escolher uma pessoa para ser o adivinhador. Este deve sair do local. Em seguida os outros devem escolher um mestre para encabeçar os movimentos/ mímicas. Tudo que o mestre fizer ou disser, todos devem imitar . O adivinhador tem 2 chances para saber quem é o mestre. Se errar volta e se acertar o mestre vai em seu lugar.

Objetivo: Esta dinâmica busca a criatividade, socialização, desinibição e a coordenação.

  1. Dinâmica: Dinâmica do Amor

Objetivo: Levar a reflexão que devemos desejar aos outros o que queremos para nós mesmos. 

Procedimento: Para início de ano Ler o texto ou contar a história do “Coração partido” – Certo homem estava para ganhar o concurso do coração mais bonito. Seu coração era lindo, sem nenhuma ruga, sem nenhum estrago. Até que apareceu um velho e disse que seu coração era o mais bonito pois nele havia. Houve vários comentários do tipo: “Como seu coração é o mais bonito, com tantas marcas?” O bom velhinho, então explicou que por isso mesmo seu coração era lindo. Aquelas marcas representavam sua vivência, as pessoas que ele amou e que o amaram. Finalmente todos concordaram, o coração do moço, apesar de lisinho, não tinha a experiência do velho.” Após contar o texto distribuir um recorte de coração (chamex dobrado ao meio e cortado em forma de coração), revistas, cola e tesoura. Os participantes deverão procurar figuras que poderiam estar dentro do coração de cada um. Fazer a colagem e apresentar ao grupo. Depois cada um vai receber um coração menor e será instruído que dentro dele deverá escrever o que quer para o seu coração. Ou o que quer que seu coração esteja cheio.. O meu coração está cheio de… No final o instrutor deverá conduzir o grupo a trocar os corações, entregar o seu coração a outro. Fazer a troca de cartões com uma música apropriada, tipo: Coração de Estudante, Canção da América ou outra.

  1. Dinâmica: ” das diferenças “

 Material: Pedaço de papel em branco, caneta

Procedimento: O condutor da dinâmica distribui folhas de papel sulfite em branco e canetas para o grupo. O condutor da dinâmica pede que ao dar um sinal todos desenhem o que ele pedir sem tirar a caneta do papel. Ele pede que iniciem, dando o sinal. Pede que desenhem um rosto com olhos e nariz. Em seguida, pede que desenhem uma boca cheia de dentes. continuem o desenho fazendo um pescoço e um tronco. É importante ressaltar sempre que não se pode tirar o lápis ou caneta do papel. Pede que todos parem de desenhar. Todos mostram seus desenhos. O condutor da dinâmica ressalta que não há nenhum desenho igual ao outro, portanto, todos percebem a mesma situação de diversas maneiras, que somos multifacetados, porém com visões de mundo diferentes, por este motivo devemos respeitar o ponto de vista do outro. 

  1. Dinâmica “solucionando o problema”

Material: Papel de acordo com a quantidade do grupo e caneta para todos

Objetivo: identificar que cada um tem um olhar a respeito de algo e encara os problemas de formas diferentes, mostrando assim que cada um têm dificuldades e limitação.

Procedimento: o condutor distribui folhas e canetas  cada um do grupo, pode-se estar em círculo ou sentados em sala de aula. Se inicia com o condutor apresentando uma situação problema de determinada pessoa a qual não consegue solucionar e precisa da ajuda de todos. Neste momento o condutor pode ler acerca do problema ou apenas falar do que se trata.

Observação: O problema em questão deve ser de acordo com a faixa etária e contexto do grupo levando  em consideração o que se deseja alcançar.

Ex: Você estar a frente de um grupo de mulheres às quais se trata de mulheres casadas, com filhos , e passam por problemas sociais e familiares que as impedem de voltarem ao mercado de trabalho.

Neste caso você apresenta a história de Júlia,têm 50 anos é  casada, com filhos já criados, olha os netos, mais ainda têm o desejo de voltar ao mercado de trabalho, realizar um curso, ou voltar para os estudos, mais ela não sabe o que fazer pois se sente impotente mediante as responsabilidades. Como podemos ajudar Julia a tomar uma atitude? Quais são seus desafios? O que a atrapalha? Deve desistir?, pois já passou da idade? Deve se conformar em olhar os netos pois é o que ela sempre escuta? O que ela deve fazer?

Dê uma pausa para que o grupo responda e depois realize o debate mediante o desafio de Júlia.

Será possível observar que são várias as soluções e que estar de fora torna mais fácil analisar e dar solução para o problema dos outros e que tal como Júlia todos temos os nossos desafios e precisamos superá los. 

Antes de finalizar encontre uma solução para o problema de Júlia.

Esta mesma dinâmica pode ser utilizada no ambiente de trabalho, na escola ou em grupo específico, sempre utilizando uma situação que venha trabalhar uma necessidade do grupo. 

  1. Dinâmica: “Auxílio mútuo” 

Objetivo: Para reflexão da importância do próximo em nossa vida 

Material: Pirulito para cada participante

Procedimento: Todos em círculo, de pé. É dado um pirulito para cada participante, e os seguintes comandos: todos devem segurar o pirulito com a mão direita, com o braço estendido. Não pode ser dobrado, apenas levado para a direita ou esquerda, mas sem dobrá-lo. A mão esquerda fica livre. Primeiro solicita-se que desembrulhe o pirulito, já na posição correta (braço estendido, segurando o pirulito e de pé, em círculo). Para isso, pode-se utilizar a mão esquerda. O mediador da dinâmica, recolhe os papéis e em seguida, dá a seguinte orientação: sem sair do lugar em que estão, todos devem chupar o pirulito! Aguardar até que alguém tenha a iniciativa de imaginar como executar esta tarefa, que só há uma: oferecer o pirulito para a pessoa ao lado!!! Assim, automaticamente, os demais irão oferecer e todos poderão chupar o pirulito. Encerra-se a dinâmica, cada um pode sentar e continuar chupando, se quiser, o pirulito que lhe foi oferecido. Abre-se a discussão que tem como fundamento maior dar abertura sobre a reflexão de quanto precisamos do outro para chegar a algum objetivo e de é ajudando ao outro que seremos ajudados. 

  1. Dinâmica: “do papel” 

Objetivo: Descontração 

Materiais: pedaço de papel, caneta 

Procedimento: Forma-se um círculo e em seguida será distribuído um pedaço de papel para cada um, e uma caneta. Logo após a pessoa irá escrever qualquer pergunta que ela quiser, ex: Porque hoje fez sol? entendeu?!É qualquer pergunta, o que vier na cabeça. Ai logo após o instrutor irá pegar os papéis de todos os participantes, embaralhar e entregar um para cada (só que você não poderá pegar o seu), ai depois de feito isso a pessoa vai responder o que estiver naquele papel que ela pegou. Depois que todos responderem sem um ver o do outro, você vai dobrar seu papel e vai passar 2 vezes para seu lado direito todos juntos. Ai começa a brincadeira. Uma pessoa começa lendo o que está em seu papel, em 20 seguida a pessoa do lado direito ou esquerdo (depende do monitor escolher), digamos que foi pela direita, ai a pessoa vai ler o que está escrito na RESPOSTA dela, e assim sucessivamente, a mesma que respondeu a resposta vai ler a sua pergunta e o vizinho ao lado responderá a sua resposta é muito legal e divertindo causando muitos risos!!!! 

  1. Dinâmica“ CONTE UMA HISTÓRIA”

 MATERIAL: Não há.

 Número de participantes : (-) 15 Pessoas.

 Procedimentos: O monitor irá utilizar as palavras espelho, e realização depois pedirá para um jovem ir ao centro do círculo, este irá começar uma história  com as duas palavras citada anteriormente é cada vez que ele disser espelho  os demais vão levantar do lugar e dar uma rodadinha, e quando disser realização todos os participante irão trocar de lugar. 

Objetivos: Desenvolver a criatividade do jovem e levar o jovem a uma maior integração e conhecimento. 

OBS: Pode-se utilizar outras palavras.

Sugestão: codificação e pluralidade …

Observação: Duas das Dinâmicas citadas é de minha autorias, as demais aprendi com outros educadores e não tenho o nome do autor da dinâmica.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.